sábado, 28 de fevereiro de 2009

Tranque a porta e me beija

Pelo menos desta vez vê se me entende
E coloque de uma vez nessa cabeça que eu te amo
Tô cansado de falar do meu amor
Tô ferido, machucado por favor
Vê se mata a solidão que apavora, não vá embora

Só Deus sabe o que eu sofri, o que chorei
Se eu devia algum pecado eu já paguei
Por favor não me imponha o seu castigo, fica comigo

Quero fazer com você o amor mais gostoso
Quero transar com você os meus sonhos de amor
Tira de dentro de mim o amor que deseja
Jogue essa mala no chão, tranque a porta e me beija.
Zezé di camargo e Luciano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OI