quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Tapa na cara Zezé di camargo e Luciano

Seus olhos são laços
Que prendem meus passos
Nessa pressa de chegar
Caminho sozinho entre pedras espinhos
Procurando te encontrar

Vejo uma porta entreaberta
Me flerta o brilho do seu olhar
Imagino ver você onde quer que eu vá

Toda vez que procuro seu beijo
Me perco me afogo em solidão
Acordar de manhã
De provar outros lábios
Com vazio no coração
E você não pensou um segundo
Bateu a porta e me disse não

Tapa na cara eu sei que vai doer
Mas não dói mais do que perder você
É uma ilusão pensar que um dia
Eu possa te esquecer

Tapa na cara eu sei que vai doer
Mas não dói mais do que perder você
É uma ilusão pensar que um dia
Eu possa te esquecer
Se eu tiver que ser feliz é com você


Nenhum comentário:

Postar um comentário

OI